10 maneiras de como as nossas ferramentas podem ajudá-lo a construir uma sala de aula que funcione para todos

18 de junho de 2019

Postado por Microsoft Educação em Ferramentas Tecnológicas

Por meio de alguns recursos gratuitos, como o leitor imersivo, os estudantes, independentes de suas habilidades podem aprender igualmente

 

Atualmente, a sala de aula reflete a pluralidade do nosso país ou seja a grande diversidade de cor, raça, gênero, habilidade ou classe social. Os professores vestem suas capas de super-heróis todos os dias, construindo projetos extraordinários para alcançar cada um de seus alunos, desde criar um currículo inclusivo com disciplinas centrais, como português e matemática, até permitir que cada aluno tenha sua própria voz.

Na Microsoft, trabalhamos para apoiar os professores, por meio das nossas tecnologias, a criarem uma sala de aula mais inclusiva para que todos os alunos, independentemente de suas habilidades, possam desenvolver competências  e saírem preparados para o mercado de trabalho. Para isso, separamos abaixo dez maneiras de como as nossas ferramentas podem ajudar no dia a dia com  necessidades básicas de escrita e leitura.

 

1. Entenda os significados das palavras com mais facilidade e melhore o vocabulário

Ver uma palavra e atribuir um significado a ela é algo que envolve vários processos cognitivos. Estamos tentando ajudar os alunos a fazerem essa conexão, por meio do “Dicionário de imagens” e da “Leitura em voz alta”, ambos inseridos na nossa ferramenta denominada “Leitor imersivo”. Para isso, basta selecionar uma palavra e, automaticamente, será mostrada uma imagem descrevendo aquele objeto ou ação. Algumas vezes, ele mostrará várias imagens para palavras com mais de um significado. O recurso Leitura em voz alta também conecta o texto a estudantes com deficiências visuais e ajuda na prática da pronúncia. Fornecer entradas visuais e de áudio dá a todos os alunos (especialmente àqueles com dislexia) experiências multissensoriais necessárias para inserir determinada palavra em seu vocabulário.

 

2. Facilite a concentração na leitura

Com a quantidade de informação que cerca os estudantes, nem sempre é fácil evitar distrações online e em dispositivos diferentes. As opções flexíveis de dimensionamento de texto, foco de linha e cor de fundo da ferramenta Leitor imersivo tornam qualquer documento, notebook ou página da web mais amigável. Isso é particularmente útil para alunos com distúrbio de déficit de atenção (DDA), transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) e dislexia.

 

3. Melhore a pronúncia de palavras mais longas

Separar palavras mais longas por sílabas é uma ótima tática para que os estudantes melhorem a sua fala. Agora, o Leitor imersivo pode fazer isso automaticamente, ajudando-os a fixarem a pronúncia. Os alunos podem até verificar se a dicção está correta, selecionando o modo Ler em voz alta. Isso é superimportante para estudantes com dislexia, pois eles têm, muitas vezes, dificuldade em combinar as letras com os sons.

 

4. Entenda a gramática e a estrutura da frase mais rapidamente

Entender partes do discurso é fundamental para o desenvolvimento da fluência da leitura. O Leitor imersivo pode ajudar rotulando ou destacando substantivos, verbos, adjetivos e advérbios. Isso apoia todos os alunos, especialmente aqueles com dislexia, à medida que desenvolvem sua capacidade de encontrar padrões nos termos de uma oração.

 

5. Capacitar os alunos para melhorarem a qualidade de escrita

Quando você passa muito tempo escrevendo, quer ter certeza de que fez o trabalho correto. A ferramenta Ler em voz alta no Leitor imersivo possibilita que os alunos tenham, como o próprio nome diz, a leitura do documento que escreveu em voz alta, o que permite detectar equívocos mais facilmente. O editor no Word ajuda os alunos a identificarem erros ortográficos, além de fornecer sinônimos para essas palavras incorretas e sugerir a correção ortográfica. Isso tudo pode auxiliar os estudantes a otimizarem o tempo em sala de aula e, assim, revisarem seu próprio trabalho escrito.

 

6. Torne mais fácil o início do processo da escrita e desbloqueie a mente dos seus alunos

Todos nós olhamos para uma página vazia com medo, imaginando como vamos preenchê-la com belas palavras. Com a função “Ditado” no OneNote e no Word, os alunos podem ter a fala transformada em texto na tela. Isso é especialmente útil para estudantes com disgrafia, que “lutam” com a escrita.

 

7. Quebre a barreira do idioma por meio do Tradutor no PowerPoint

Os alunos podem usar as ferramentas citadas anteriormente quando aprenderem na sua primeira língua e, depois, quando aprenderem um segundo idioma. Com a função tradução de documentos do PowerPoint e palavras no Leitor imersivo, o aluno pode começar com um texto em português e traduzir palavras individuais ou todo o documento para o inglês. (o tradutor possui mais de 50 idiomas disponíveis)

 

8. Ajude os alunos a entenderem e mostrarem seu trabalho em matemática

Estudar matemática é mostrar seu processo de pensamento e o caminho que o estudantes utilizou para chegar à resposta. A ferramenta Solucionador de matemática mostra aos alunos os passos para eles resolverem um problema matemático, sugerindo um modelo claro de como mostrar o seu trabalho. O Leitor imersivo também pode ler a notação da equação matemática, bem como as instruções, passo a passo, no Solucionador, em voz alta, para os estudantes.

 

9. Apresentação inclusiva para alunos, pais e colegas de trabalho

Ao fazer uma apresentação para alunos, pais ou outros professores (ou ao ensinar os alunos a fazerem uma), ative as legendas ao vivo no PowerPoint. Elas ajudam os alunos com deficiência auditiva ou aqueles que falam outros idiomas fora da sala de aula a acompanharem a exibição.

 

10. Desenvolva a empatia do aluno com o Minecraft: Education Edition

O Minecraft: Education Edition oferece recursos que permitem o aprendizado inclusivo, desde o multiplayer em sala de aula para uma melhor colaboração até configurações personalizadas do jogo, incluindo uma interface de usuário de texto para fala. A versão educacional do jogo permite que alunos com deficiências físicas e intelectuais tenham a oportunidade de serem criativos, além de sentirem uma sensação de autonomia em sala de aula.

 

Últimos posts