Tudo o que você precisa saber sobre ser um Microsoft Innovative Educator

09 de Março de 2017

Postado por Microsoft Educação em Conteúdos Educacionais, Tecnologia da Educação

Já não é novidade que quando juntamos uma metodologia de ensino que foge do tradicional com ferramentas de tecnologia que façam sentido, conseguimos trabalhar a forma como os alunos se conectam com o conhecimento de forma mais eficiente. Porém, não se trata apenas de ganhar ‘eficiência’ no processo pedagógico: hoje, as habilidades que se mostram cada vez mais necessárias de serem desenvolvidas pelos alunos já não conseguem ser desenvolvidas pelo método tradicional de ensino – que é o mesmo que era utilizado no século XIX, bem antes da era digital –, portanto, é preciso trabalhar novas metodologias de ensino que consigam estimular o aluno a trabalhar aptidões como a colaboração, pensamento crítico, resolução de problemas, entre outras.

Para que isso seja possível, na era da informação, a tecnologia precisa fazer parte do processo, como uma ferramenta facilitadora e como fonte de informação e comunicação entre as pessoas do mundo inteiro. Mas não adianta apenas que os alunos, que são nativos digitais, saibam usar a tecnologia, o professor tem papel fundamental neste processo – ele é o agente transformador da sala de aula e da forma como conduz o processo pedagógico e conecta seus alunos ao conhecimento.

Sabendo desse papel que os professores precisam desempenhar cada vez mais, a Microsoft criou um programa específico para ajudar os professores que querem adotar tecnologia no processo de ensino e aprendizagem, chamado Microsoft Innovative Educator (MIE). Para se tornar um MIE é muito simples, basta ingressar na comunidade de educadores da Microsoft (Educator Community) e conquistar 5000 pontos, realizando cursos e sendo ativo na comunidade. Nela, o educador estará em contato com profissionais do mundo inteiro, com perfis bastante parecidos, que buscam os mesmos objetivos – encontrar novas maneiras de trabalharem com seus alunos utilizando a tecnologia – e entrar em contato com eles, compartilhar planos de aula com as ferramentas da Microsoft e até fazer conferências via Skype com salas de aula do mundo inteiro. Além disso, existem diversos cursos, auto instrucionais e 100% em português, que trabalham os conceitos e práticas de adoção de tecnologia no processo pedagógico, um desses cursos é o Ensinar com Tecnologia (veja a matéria que fizemos sobre o curso neste link).

Depois que o educador já está familiarizado e realiza práticas em sala de aula utilizando as ferramentas da Microsoft, ele já está elegível a aplicar para se tornar um Microsoft Innovative Educator Expert – existem 50 no Brasil, hoje. Passando por um processo seletivo pelo próprio time de educação da Microsoft, o educador passa a integrar um grupo seleto de educadores que são referência pelo uso de tecnologia no processo de ensino e aprendizagem e são ativos tanto nas redes sociais, para compartilhar suas experiências, quanto na sua própria rede de contatos de professores, com o objetivo de ajudar seus colegas a também adotarem a tecnologia no processo pedagógico. Um dos benefícios de ser um MIE Expert é que uma vez ao ano, alguns dos mais engajados MIEEs de todos os países vão para um evento mundial chamado Educator Exchange (E2), em que passam alguns dias em apresentações das mais novas tecnologias e dinâmicas de grupo com premiações ao final.

Há, ainda, um passo a mais para ser dado quando o educador já é um MIE Expert, conforme ele vai se tornando referência e influenciador para outros educadores pelas suas práticas de sala de aula com o uso de tecnologia, a Microsoft seleciona alguns MIEEs a se tornarem MIE Fellows – existem apenas 2 no Brasil, atualmente. A ideia é que o MIE Fellow seja um grande recrutador de novos MIEEs e sejam bastante influentes e ativos nas redes sociais. Todos os MIE Fellows vão ao evento mundial, automaticamente.

Para conhecer mais sobre o programa Microsoft Innovative Educator, acesse o site agora mesmo.

Últimos posts

Tags

Posts Relacionados